Notebook%2520Sketch_edited_edited.png

MATERIAIS DE APOIO

Aqui disponibilizamos materiais de apoio aos professores.

GUIÃO DE VISITA  (para os professores)

FICHA DE EXPLORAÇÃO (para os alunos)

PROPOSTAS DE ATIVIDADE (em aula):

PROPOSTA 1 - “Textos Andarilhos”

 

Nível: 2º e 3º Ciclo

Disciplina:  Português

 

Domínios: Escrita

Objetivos: Com base na observação do painel de azulejos, descrever pessoas, objetos e paisagens em função de diferentes finalidades e géneros textuais.

Áreas de Competências do Perfil dos Alunos:

·         Linguagens e Textos

·         Informação e Comunicação

·         Sensibilidade Estética e Artística

·         Pensamento Crítico e Pensamento criativo

 

Introdução

No painel de azulejos Mestre Andarilho observam-se diversas cenas que envolvem pessoas, objetos, animais, locais… Cada pedaço da obra pode contar uma história, evocar situações, sentimentos e realidades capazes de ativar a imaginação e suscitar a escrita.

 

Proposta:  Escolher uma das cenas representadas no painel e escrever um texto a partir dessa imagem. O aluno escolhe o tipo de texto, por exemplo:

  •  A narração de uma crónica ou fábula com as figuras representadas;

  • Um relato da viagem, detalhando as paisagens, personagens e objetos observados;

  • Uma página de diário, descrevendo na primeira pessoa uma situação vivida pelo protagonista;

  • Uma notícia dando conta de algum acontecimento depreendido ao observar a obra plástica, ou uma reportagem sobre a aventura de Fernão Mendes Pinto; 

  • Um texto de opinião sobre o painel de azulejos.

 

Materiais: Fotos do painel de azulejos.

PROPOSTA 2 - “Mãos que trabalham”

 

Nível: 2º/3º Ciclo

Disciplina:  Educação para a Cidadania e o Desenvolvimento

 

Domínios: 3º Grupo - Mundo do Trabalho

 

Objetivos:

  • Reconhecer o valor do trabalho manual no mundo atual.

  • Refletir sobre a diversidade de atividades profissionais e o contributo de cada uma para o bem comum da humanidade.

 

Áreas de Competências do Perfil dos Alunos:

  • Informação e comunicação

  • Relacionamento interpessoal

  • Saber científico, técnico e tecnológico

 

Introdução

No mundo atual, muitas atividades laborais que tradicionalmente eram desempenhadas por pessoas, estão a ser substituídas por processos tecnológicos. Por outro lado, o trabalho intelectual ganha cada vez maior expressividade, em detrimento das tarefas manuais.

Esta proposta promove a reflexão acerca do valor das profissões desempenhadas com recurso às mãos humanas.

 

Proposta:  Fazer um levantamento de atividades profissionais de cariz manual.

1)      Dividir a turma em equipas de trabalho.

2)      Preparar dois conjuntos de cartões, um dos quais com nomes de países/áreas geográficas; outro com setores de atividades.

3)      Cada equipa retira um cartão de cada conjunto, para pesquisar sobre trabalhos manuais nesses lugares/setores, por exemplo:

Agricultura em Portugal; Pesca no Brasil; Pecuária na América do Norte; Artesanato em Africa; Indústria na Índia; Confeção nos Andes; Restauração no Japão; Artes plásticas…

4)      Partilha em turma. Cada equipa deve apresentar:

Imagens

Nome da profissão

Descrição das tarefas manuais

Importância social e económica dessa profissão

5)      Reunir todos os trabalhos numa exposição feita manualmente, em cartazes ou papel de cenário, com colagens, desenhos e textos/legendas escritas manualmente.

 

Materiais: cartões A6, cartolinas/papel de cenário, cola, material de desenho e escrita.

BIBLIOGRAFIA/WEBGRAFIA 

MONUMENTO À LIBERDADE

MOTA, Arlindo; RIBEIRO; Rogério (2009). Formas de Abril: monumentos comemorativos do distrito de Setúbal. Setúbal: Associação de Municípios da Região de Setúbal.

Jorge Vieira: Monumento ao Prisioneiro Político Desconhecido, catálogo da exposição, 11 novembro 2021 a 27 fevereiro 2022, curadoria de Leonor de Oliveira e Paula Loura Batista, Museu do Neo-Realismo.

AURÉLIO, José (coord.) (2002), 25 anos de poder local: 1976-2001. Almada: Câmara Municipal de Almada.

RIBEIRO, Ana Isabel (coord.) (2004). Arte pública no concelho de Almada. Almada: Casa da Cerca - Centro de Arte Contemporânea / Câmara Municipal de Almada.

MOTA, Arlindo (1999). Formas de liberdade: o 25 de Abril na arte pública portuguesa. Lisboa: Montepio Geral.

CHAFES, Rui (1995). “As Mãos”, in Jorge Vieira. Lisboa: S.E.C., I.P.M. e Museu do Chiado, pp. 31-33.

COIMBRA, Prudência (1999). Jorge Vieira: Ofício Escultor. Porto: Dissertação de Mestrado na Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

PINHARANDA, João, “Jorge Vieira: Monumento à Liberdade”, in Público, 26-12-1998.

 

MESTRE ANDARILHO

Porto Editora – Rogério Ribeiro na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-02-16 22:26:23]. Disponível em https://www.infopedia.pt/$rogerio-ribeiro

Arte pública no concelho de Almada / [org.] Casa da Cerca - Centro de Arte Contemporânea; coord. geral Ana Isabel Ribeiro; concepção e motagem da exposição Rogério Ribeiro; textos Ana Isabel Ribeiro, José Guilherme de Abreu; trad. José Gabriel Flores. Almada: Câmara Municipal, 2004.

Mestre andarilho: painel de azulejo em homenagem à peregrinação de Fernão Mendes Pinto / coord. Rogério Ribeiro. Almada: Câmara Municipal, 1998.            

SOBRE ARTE PÚBLICA